Categorias
Sem categoria

GABO, POSSO ENTRAR AÍ?

Realização de Carla Augusto 

Descrição e ficha técnica 

Se há uma pergunta que norteia este documentário é esta: “Posso entrar aí?” 

Enquanto entre ensaios se trazia para a cena a diferença e se descobriam os movimentos  que partilhariam em palco aquando da estreia, depois desta pergunta algumas crianças  entravam, passo a passo, na sala de ensaios contribuindo – com o seu olhar, questões e contacto desinteressado – para o processo de criação de “Gabo”, da Dançando com a  Diferença com encenação de Patrick Murys. 

Inicialmente pensado para perceber a participação das crianças nos processos criativos, o  documentário tornou-se, por fim, num testemunho dos múltiplos momentos de criação,  dos movimentos ininterruptos em torno da Gabo, a marioneta capaz de acolher a presença  e a ausência, a proximidade e a distância, o conjunto e a solidão, o que fazemos e os  nossos sonhos, o belo e o feio. 

“GABO, posso entrar aí?” dá-nos uma perspetiva da relação dos intérpretes e das crianças  com as questões que o espetáculo coloca, e da sua influência no processo de criação. 

Realização: Carla Augusto 

Câmara: Tomás Pereira 

Edição: Carla Augusto e Tomás Pereira 

Participantes: Artur Cunha, Artur Pinto, Eunice Costa, Joana Augusto Francisco, Júlia Barata  Murys, Lucinda Morais Canhoto, Maria Maravilha R. Carvalho, Mário António Cartaxo  Pinto, Nicole Augusto Marques, Rúben Fernandes C. Pinto, Samuel Cunha, Tomás Manuel  Laginha Lopes, Úrsula Pinto, Victória Tavares

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s